Skip to main content

A SAGA DO OFICIAL R/2 PARA CONSEGUIR A IDENTIDADE MILITAR

Prevista para começar em 15 de outubro, só agora – 40 dias depois – a emissão dos cartões de identificação militar para oficiais R/2 está começando a sair do papel. Problemas no sistema de informática, desinformação, excesso de burocracia e outros entraves transformaram a simples confecção da carteira numa via crucis para os interessados.

Como já foi publicado em matérias anteriores (clique no link) http://observatoriomilitar.net.br/2020/10/exercito-divulga-orientacoes-para-emissao-da-identidade-dos-oficiais-r-2/, o acesso ao documento – resgatado graças ao esforço conjunto do Conselho Nacional de Oficiais da Reserva (CNOR) e das Associações dos Oficiais da Reserva do Exército (AOREs) – exige paciência e muito trabalho, principalmente para reunir todos os documentos exigidos.

Vencida a batalha das idas e vindas a uma Organização Militar de Corpo de Tropa (OMCT) – e, em alguns casos, a má vontade dos responsáveis pelo atendimento aos oficiais da reserva – o antigo combatente formado pelos CPORs/NPORs poderá realizar o agendamento para ser atendido e finalmente estará apto a receber a tão desejada “carteirinha”.

ASPIRAS E MAIS DE 60 – Em relação aos Aspirantes a Oficial, o documento continua vetado, mas o CNOR tem trabalhado para tentar reverter a limitação. Já no que diz respeito aos oficiais R/2 com mais de 60 anos, que inicialmente também haviam ficado de fora, sem direito ao documento, a situação foi revista e os mesmos já podem solicitar o cartão de identificação sem restrições.

A GENTE QUER TE OUVIR. SIGA-NOS EM NOSSAS REDES SOCIAIS

Instagram https://www.instagram.com/obsmilitarbr/

Facebook http://www.facebook.com/observatoriomilitardobrasil/

Twitter https://twitter.com/obsolinda

Youtube https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw?view_as=subscriber

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: