Skip to main content

FORÇAS ARMADAS APREENDEM 45 KG DE OURO EM GARIMPO ILEGAL NO PARÁ

De 9 a 13 de outubro, militares do Comando Conjunto Norte, constituído pela Marinha do Brasil, pelo Exército Brasileiro e pela Força Aérea Brasileira, atuaram com a Polícia Federal e o IBAMA na Operação Limão e na Operação Ouro Fino nos municípios paraenses de Santarém e Itaituba.

O objetivo da ação foi a apreensão de ouro de origem clandestina. A atividade, que aconteceu na Reserva Biológica Maicuru, localizada dentro da área conhecida como RENCA (Reserva Nacional do Cobre e seus Associados), no Pará, região considerada totalmente inóspita e de difícil acesso, apreendeu 45 quilos de ouro, avaliados em cerca de R$ 15 milhões.

A ação, que ocorreu como parte das atividades da Operação Verde Brasil 2, vem combatendo focos de incêndio e delitos ambientais que atingem a Amazônia Oriental em diversos pontos dos estados do Pará, Amapá, Maranhão e Tocantins.

Integrantes do Comando Conjunto Norte possibilitaram o transporte aéreo de militares, policiais federais e fiscais da Gerência Executiva do IBAMA, empregados na ação.

Além da apreensão de ouro, também houve a apreensão de 200 litros de óleo diesel e a destruição de 15 motores estacionários de garimpo, um quadriciclo e um acampamento.

CONTROLE – A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pelo Ministério da Defesa e está no escopo do Conselho Nacional da Amazônia (CNA), conselho regulado pela Vice-Presidência da República em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública.

A missão, deflagrada pelo Governo Federal em 11 de maio de 2020, visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. A determinação presidencial para o emprego das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicada no Diário Oficial da União, por meio do Decreto n° 10.341, de 6 de maio de 2020. Em 9 de julho, a GLO foi renovada até 6 de novembro, por meio do Decreto n° 10.421.

Para cumprir a determinação presidencial, o Ministério da Defesa ativou três Comandos Conjuntos. São eles: Comando Conjunto Norte, Comando Conjunto Amazônia e Comando Conjunto Oeste. O Comando de Operações Aeroespaciais, da FAB, dá suporte às ações aéreas, em caráter permanente.

Assim como na Operação Verde Brasil, ocorrida em 2019, o Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa coordena as atividades a partir da Capital Federal.

Participam, ainda, da missão integrantes da Polícia Federal, da Policia Rodoviária Federal, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM).

A GENTE QUER TE OUVIR. SIGA-NOS EM NOSSAS REDES SOCIAIS

Instagram https://www.instagram.com/obsmilitarbr/

Facebook http://www.facebook.com/observatoriomilitardobrasil/

Twitter https://twitter.com/obsolinda

Youtube https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw?view_as=subscriber

Com informações do Ministério da Defesa e CCN- Comando Conjunto Norte via redação Orbis Defense.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: