Skip to main content

1.300 VAGAS NA MÍTICA LEGIÃO ESTRANGEIRA DA FRANÇA

A Legião Estrangeira Francesa, uma das tropas de elite mais lendárias e controvertidas do mundo continua sua campanha para atrair novos voluntários. Todos os anos a Legião precisa efetivar entre 1.200 a 1.300 homens para manter seus contingentes dentro da quantidade mínima para garantir seu efetivo operacional de prontidão.

De acordo com as pesquisas efetuadas junto à fontes da própria Legião Estrangeira, o Ministére des Armées (Ministério das Forças Armadas da França) já destinou uma verba para 2021, para que seja feita a seleção e a contratação de 1.300 novos Legionários, mas que o numero ideal seria de pelo 3.000 em 2021/2022.

E, caso a França continue a conduzir operações exteriores (OPEX) no Oriente Médio e Africa, esse número devera subir para a necessidade imediata de 5.000 homens para o anos de 2022, pois a defasagem em relação às demais forças continua grande.

Estima-se que a Legião Estrangeira deverá receber pelo menos 10 vezes mais candidatos do que nos anos anteriores, devido à fatores diversos que vão desde a crise econômica geral de países do terceiro mundo e até mesmo a expectativa de obtenção de experiência militar avançada, que pode garantir uma oportunidade de emprego como PMC/OSM (private military contractor e/ou oficial de segurança marítima) em diversas empresas do setor pelo mundo.

PERFIL – Como os índices de reprovação nos testes iniciais e no período de seleção interna (recrutamento básico) ainda são muito elevados devido aos variados perfis do pessoal que se apresentam ao processo seletivo, a Legião Estrangeira possivelmente vai modificar alguns dos critérios de seleção inicial, para que os candidatos que possuem real vocação não sejam excluídos devido a exigências físicas ou psicológicas que atualmente são consideradas ultrapassadas pelo moderno militarismo profissional.

Porém isso não significa que o processo terá seus níveis de exigências rebaixados para se adaptar aos candidatos menos capazes e/ou fora do padrão desejado pela Legião.

De acordo como noticiado várias vezes pela Orbis Defense e Defesa TV desde 2015, a Legião Estrangeira francesa tem um déficit alto de pessoal e está com dificuldades de manter seus contingentes em contratos para mais de 5 à 10 anos, ou até mesmo incentivar os militares a seguir carreira para postos do oficialato superior.

Um dos vários problemas que estão causando a falta de pessoal é a evasão para outras carreiras mais atraentes tanto na vida civil como no campo dos “PMC’s & SSO’s” (Private Military Contractors).

Os motivos de cortes orçamentários e desajustes das politicas governamentais de administrações anteriores se somam aos problemas causados pela atual desorganização politico/administrativa do Presidente Macrom. Porém isso não está impedindo que as Forças Armadas Francesas continuem uma campanha intensa para atrair pessoal para a carreira militar e também para a Legião Estrangeira.

Para que a Legião Estrangeira atinga os níveis desejados de contingente para o desempenho de suas funções, a instituição precisa manter um contingente que represente ao minimo 11% do total do contingente militar da França,que hoje é de aproximadamente 77 mil militares ativos.

Para informações oficiais procurem o site da Legião Estrangeira: https://pt.legion-recrute.com

Fonte: DefesaTV

SIGA-NOS EM NOSSAS REDES SOCIAIS

Instagram https://www.instagram.com/obsmilitarbr/

Facebook http://www.facebook.com/observatoriomilitardobrasil/

Twitter https://twitter.com/obsolinda

Youtube https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw?view_as=subscriber

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: